Os impactos dos cursos de aprimoramento

O mundo moderno passa por mudanças rápidas e radicais. No universo corporativo, não poderia ser diferente. As mudanças hierárquicas provocam a queda de modelos conservadores, e podem modificar o comportamento de colaboradores mais tradicionais, que são importantíssimos para uma organização.

Os processos de alteração de lideranças podem ser dolorosos. Coordenadores precisam estar preparados para administrar ativos humanos de forma leve, atendendo as necessidades funcionais e psicológicas de cada um. Oportunidades de crescimento e diálogos construtivos precisam estar em pauta.

Para preparar bons líderes, é preciso implantar um treinamento de liderança. O departamento de recursos humanos deve buscar programas que estimulem o relacionamento produtivo e os métodos rentáveis de condução de projetos, como o Coaching Executivo. Ao longo do curso, são desenvolvidas habilidades de oratória, persuasão e adaptação.

Companhias grandes e bem estruturadas necessitam de executivos assertivos e eficientes, que viabilizem planos de carreira para seus subordinados. Com uma equipe satisfeita e preparada para o futuro, o gestor poderá atingir os objetivos designados pela alta diretoria com mais facilidade e clareza.

Por meio de um “head” firme, que tenha passado por um bom curso de gestão de pessoas, o time estratégico esclarece dúvidas e incertezas que possam comprometer o andamento do trabalho. Manter a honestidade e a transparência nas atitudes também é papel do comandante. Desta maneira, todos se sentirão confiantes para produzir o máximo e ajudar a instituição.

O comportamento dos indivíduos é sempre baseado em suas emoções e sentimentos. Sentimentos negativos não devem impactar o desempenho das funções dos funcionários, e o líder deve ser receptivo e atento, ouvindo as questões de seus pupilos com atenção.  A personalidade de um executivo de destaque normalmente serve como inspiração para seus  pontos de contato e parceiros.

Os valores da instituição devem ser disseminados por pessoas chave dentro do grupo. Estas pessoas chave são aquelas que estão responsáveis por operários estratégicos, que refletem na produção e nos resultados ao final do período.

O segredo de marcas respeitadas é a comunicação e o diálogo interno. Diretrizes alinhadas mostram onde a organização quer chegar e para onde a “ tripulação ” deve remar. Através de um curso de liderança, todo o corpo operacional se sentirá motivado para atingir metas.

José Roberto Marques é presidente do Instituto Brasileiro de Coaching- IBC. Master Coach Trainer certificado por renomadas instituições internacionais http://www.ibccoaching.com.br