Treinamento com foco

Aplicação da Avaliação 360 graus em ações de T&D

É comum observar que as decisões de treinamento nas empresas são tomadas de forma imediatista. "Precisamos de um treinamento de..." Sem uma cuidadosa avaliação dos fatores que interferem no desempenho do indivíduo no trabalho. Se uma Central de Atendimento está recebendo muitas reclamações e queixas de consumidores e clientes, a primeira solução que aparece é dar um treinamento para o pessoal. Realizamos tal treinamento e, após algum tempo, descobrimos que o problema não foi resolvido. No final, é o treinamento que não funcionou.
Para sanar este problema, uma das boas alternativas é a aplicação da avaliação 360 graus antes de decidir pela realização do treinamento. Esta ferramenta constitui-se em um poderoso instrumento para agir preventivamente na solução problemas de desempenho, mediante o feedback que permitirá ao empregado saber como está o seu desempenho no trabalho. A partir daí, sugerem-se mudanças no comportamento, nas atitudes, habilidades e conhecimentos.
A avaliação 360 graus é feita de modo circular, por pessoas que mantém alguma interação com o avaliado, ou seja, o líder imediato, os colegas e pares, os subordinados, e o próprio avaliado. Todos respondem a inventários e o resultado é interpretado à luz das competências que precisam ser reforçadas ou corrigidas. Neste caso, a identificação das necessidades de treinamento será muito mais pontual e efetiva, lembrando que é importante estabelecer padrões para avaliar a efetividade do treinamento (antes e depois).

Dermeval Franco é Diretor e consultor da Intelecto – Educação & Performance.