SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO

(Pelos Olhos do Consumidor)

Quem já não viu, ao entrar em algum estabelecimento comercial, um cartaz, com o símbolo de um rostinho, amarelinho, redondinho, sorridente, com os dizeres "SORRIA, VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO" ?

Mas aposto que o funcionário que veio lhe atender não lhe ofereceu o mesmo sorriso do cartaz. Talvez tenha lhe obsequiado com um "pois não, posso ajudá-lo ?" ou um "o que que ERA prá ti ?". Ou seja, você, CLIENTE, deve sorrir para a filmadora de segurança da loja (mesmo que ela seja de mentirinha), mas a pessoa que está ali para lhe servir, via de regra, é extremamente econômica em sorriso, atenção, gentileza e cortesia.

Diante da acirrada e crescente concorrência em todos os setores, de produtos similares vendidos a preços similares e em condições de pagamento semelhantes, a qualificação do atendimento passou a ser o fator decisivo para a conquista e, principalmente, manutenção de clientes.

Muitos lojistas afirmam que treinar custa caro. Eu pergunto: e sorrir, quanto custa ? A gente aprende a sorrir antes mesmo de aprender a falar e a caminhar, mas muitas pessoas, depois que ficam adultas, esquecem.

Uma boa solução seria colocar um cartaz nas lojas, mas voltado para o lado interno, à vista de atendentes e vendedores, com os seguintes dizeres: SORRIA, O CLIENTE CHEGOU – ELE COMPRAR, RETORNAR E RECOMENDAR NOSSA LOJA DEPENDE DE VOCÊ.

Porque, na realidade, quem está sempre sendo "filmado" pelos olhos e pela mente do consumidor é o atendente, é o vendedor, é o caixa, é o empacotador, é a secretária, é a recepcionista, é o garçom, o porteiro, o segurança.. O cliente comprar ou virar as costas, retornar ao estabelecimento ou nunca mais aparecer, recomendar a loja ou sair falando mal, depende totalmente da imagem do atendimento que ficar marcada em sua lembrança.

Com as facilidades da tecnologia, hoje, o consumidor pode comprar qualquer coisa, em qualquer lugar, sem sair de sua casa, utilizando o telefone ou a Internet. Então, com todas essas facilidades, se ele decide se deslocar até um estabelecimento comercial, quer fazer desse momento um evento; na realidade, o que ele quer é carinho, atenção, respeito, consideração.

No mais das vezes, comprar é um ato de prazer. Uma roupa nova, um carro, um eletrodoméstico, um presente para a namorada, uma bola para o filho. Quantas e quantas vezes saímos de casa decididos e motivados a realizar uma compra, e somos literalmente "convidados" a não comprar por atitudes inconvenientes dos atendentes ?

Então, amigo que lida com o público, lembre-se: VOCÊ ESTÁ SENDO FILMADO PELOS OLHOS DO CONSUMIDOR, portanto, SORRIA ! Não precisa treino, não custa nada, faz bem para a saúde e dispara suas vendas.

JOÃO CARLOS BOICZUK REGO
O autor é Consultor e Palestrante
novorhumo@terra.com.br