Todo projeto de desenvolvimento pessoal sempre deve incluir a boa comunicação

Há poucos dias, conversando com o meu amigo Flávio Gikovate, um dos mais destacados psicanalistas do Brasil e consagrado escritor, questionava a razão pela qual o meu livro "Como Falar Corretamente e Sem Inibições" publicado pela Editora Saraiva, estourou nas listas dos mais vendidos, depois de doze anos do seu lançamento.
Flávio Gikovate deu uma explicação para a qual ainda não tinha me aprofundado: - Polito, o lançamento do seu livro ocorreu à frente do tempo.
Hoje, mais do que em qualquer tempo, todo projeto de desenvolvimento pessoal sempre deve incluir a boa comunicação.
As pessoas passaram a ficar expostas com mais freqüência e precisam se expressar bem para participar das reuniões, apresentar e defender projetos, lançar produtos, negociar, dar entrevistas, enfim, necessitam se comunicar em praticamente todas as atividades.
E precisam se comunicar bem, pois a comunicação deficiente normalmente pode ser confundida com a falta de competência profissional. O responsável pela apresentação de um projeto, por exemplo, expressando-se com frases confusas, sem uma boa ordenação do raciocínio, equivocando-se na seqüência dos argumentos, comportando-se com postura deselegante e gesticulação defeituosa, pronunciando mal as palavras, certamente estará também comprometendo o entendimento e a credibilidade de sua proposta.
Da mesma forma, numa reunião social, poucos teriam interesse em se aproximar para conversar com alguém que não soubesse se comunicar. Nessas situações as pessoas querem estar ao lado de quem seja interessante na maneira de contar histórias, relatar fatos, comentar notícias, ou até mesmo que saiba fazer perguntas pertinentes no momento apropriado, com presença de espírito e, quando a circunstância permitir, com bom humor.
Aquele que não sabe se comunicar com eficiência comporta-se de maneira retraída ou inadequada e, num mundo tão competitivo, onde as oportunidades precisam ser constantemente garimpadas, deixa de aproveitar as chances de se projetar.
Quem tem problemas de comunicação está sempre encontrando uma boa desculpa para não falar diante das pessoas, geralmente fica irritado e coloca-se numa posição defensiva para se proteger, não participa espontaneamente das atividades que exijam comunicação e quando precisa falar, sem chance de se esconder, é comum expressar-se de maneira ríspida e até com agressividade.
Quem se comunica com eficiência está, naturalmente, fazendo o seu "marketing pessoal", pois é requisitado para falar e expor suas idéias na empresa ou no convívio social.
Pelo fato de falar bem ele não se comporta com atitudes defensivas, ao contrário, é participativo integrado nos ambientes onde convive, é normalmente uma pessoa mais feliz, porque conta com o atributo da boa comunicação para resolver problemas, realizar projetos e abrir as portas para o seu crescimento e desenvolvimento na vida em sociedade e na sua profissão.
E se nós observarmos bem, aquele que se comunica de maneira correta e eficiente, por não ser retraído, não fugir das oportunidades, por ser participativo e integrado, além de ser mais feliz, consegue fazer com que as pessoas que estejam a sua volta se sintam também pessoas mais felizes.
Portanto, não importa quais sejam os nossos planos, dos mais simples aos mais ambiciosos, em todos eles vamos incluir um dos mais importantes ingredientes para que sejam concretizados e bem sucedidos: a boa comunicação.



Reinaldo Polito,
Professor, mestre em ciências da comunicação e autor de onze obras sobre o assunto, entre elas o Best Seller "Como falar corretamente e sem inibições" com 98 edições. Esses e outros conceitos são desenvolvidos no curso de expressão verbal ministrado pelo Professor Reinaldo Polito. Escolha o mais apropriado para você - Cursos
www.polito.com.br


Esta página é parte integrante do www.guiarh.com.br .