A Essência do Planejamento

Por Paulo Botelho

Estamos sempre pensando no futuro. Planejamos a reforma da casa, sempre adiada por falta de dinheiro; planejamos a retomada dos estudos; planejamos tirar umas férias e viajar; planejamos parar de trabalhar e aposentar. Temos sempre alguns planos em mente. Por quê planejamos tanto? – Não sei ao certo, pois não podemos prever o futuro. Sabemos, apenas, que amanhã será diferente de hoje e que hoje é diferente de ontem. Planejar tais diferenças é uma forma de se adiantar para enfrentar fatos ou eventos desfavoráveis. Planejar é uma estratégia de sobrevivência; mas o planejamento tem alguma coisa de misterioso, de oculto. Por exemplo: qual é o planejamento dos bens da natureza? – Não consigo obter resposta, mesmo para as coisas mais banais, como uma banana. A banana é definitiva; contém potássio e é muito nutritiva, especialmente para velhos como eu. Ela é alguma coisa que a natureza planejou de modo perfeito; é abundante. Tem para todos.

Veja abaixo uma receita de seis pontos para um planejamento organizado e eficiente:

  1. Ação (O que?)

  2. Justificativa (Por quê?)

  3. Detalhamento (Como?)

  4. Custo (Quanto?)

  5. Localização (Onde?)

  6. Data (Quando?)

Para executá-lo, você precisa responder às questões propostas e que estão entre parênteses. É claro que com essa receita o seu planejamento não será perfeito e definitivo como o de uma banana. Mas, se você souber aonde quer chegar, ele vai ajudar bastante.

Paulo Augusto de Podestá Botelho é Consultor de Empresas e Escritor. www.paulobotelho.com.br