Educação do profissional do futuro.

Alessandro Fernandes

O que vai garantir sucesso, liderança e inovação do profissional do futuro?

Com a globalização e o desenvolvimento da informação, qual será a educação necessária para definir competência, inteligência ideal, tipo de formação e capacidade gerencial?

Estamos acompanhando profundas alterações nos conceitos formadores do profissional ideal, seus valores e qualificações. Hoje, desempenho acadêmico não é garantia de sucesso na vida, os testes de Q. I já não garantem o futuro bem sucedido, como nos informa Robert J. Sternberg, professor de psicologia e educação da IBM e do departamento de psicologia da universidade de Yale. Nos relata o professor que é preciso muito mais do que as informações acadêmicas tradicionais, é necessário um conjunto de habilidades intelectuais desenvolvidas por padrões próprios ou adquiridos, classificando essas habilidades como "inteligência prática".

Inteligência emocional, prática ou qualquer outro novo conceito de inteligência fundamental para o sucesso, o que realmente importa é que os valores do homem do futuro estão se transformando e, conseqüentemente, sua educação será baseada em novos conceitos.Nos relata Peter Drucker, o guru dos gurus da administração, hoje com 90 anos, que " o desenvolvimento real que já vi no pessoal das empresas, principalmente nas maiores, vem do seu trabalho como voluntários em uma organização", nos afirmando ainda que o mundo dos negócios vai se desenvolver realmente quando aprendermos a trabalhar em organizações sociais sem fins lucrativos como voluntários, aprendendo dessa forma a conhecer nossos reais valores.

A educação para o profissional do futuro será pautada em valores morais, em compromisso com a verdade, com o futuro das pessoas que fazem parte de uma organização.Ela será formada por hábitos novos, de amor, ética, integridade e de auto conhecimento, permitindo ao homem moderno renovar-se intimamente para o bem de toda uma sociedade. arbex@nutecnet.com.br