EQUIPES – Estamos preparados?

"Reunir-se é um começo, ficar juntos é progresso e trabalhar juntos é sucesso" Henry Ford

Forças competitivas têm compelido muitas organizações a repensarem o funcionamento de suas estruturas internas na busca de um diferencial. Atualmente, a maioria dos executivos concorda que a atuação de equipes é fundamental para o alcance deste diferencial e manutenção de um alto desempenho organizacional.
A razão para que isto ocorra é que, em geral, as equipes têm um desempenho melhor do que as pessoas individualmente, especialmente em situações onde se exige multiplicidade de habilidades, julgamentos e experiências. Quando existem equipes verdadeiras em uma organização, pode-se verificar melhoria na resolução de problemas, maior criatividade e comprometimento.
O fato de reunirmos várias pessoas em uma sala para resolver um problema não faz delas uma equipe. Por definição, equipe é um pequeno número de pessoas com habilidades complementares, comprometidas com um propósito comum, com metas específicas de desempenho, com um mesmo método de trabalho e responsabilidade mútua. Equipes podem ser de vários tipos: multidisciplinares, autogerenciáveis, virtuais, de tomada de decisão, de desenvolvimento, etc. Grupos tornam-se equipes por meio de uma série de ações disciplinadas. Estas ações são, muitas vezes, desconsideradas ocasionando sérios problemas de funcionamento e continuidade das equipes.
Alguns dos motivos pelos quais estes problemas ocorrem:

As organizações que pretendem implantar uma cultura baseada em equipes precisam, além de prevenir os erros acima, ter uma boa compreensão da dinâmica do funcionamento de equipes (mais complexa do que a individual), rever o estilo de suas lideranças e vencer a resistência à mudança. Um esforço árduo porém compensador.
Equipes não são a solução para todos os problemas gerenciais. Cada organização deve fazer uma análise realística de suas necessidades e motivações antes de iniciar uma jornada nesta direção.

© Carla Tessari de Souza - 04/2000

Carla Tessari de Souza cts@zaz.com.br
Bacharel em Psicologia – UCS/RS
Formação em Dinâmica de Grupo – Sociedade Brasileira de Dinâmica de Grupo
Master of Science in Management - Arthur D. Little School of Management, EUA
Professora para cursos de graduação e pós-graduação – UCS/RS
Experiência de 13 anos na área organizacional.
Diretora da CTS - Consultoria Organizacional
Fone: 54 – 223 4998